Atualizado em: 17 de abr de 2017
Publicado em: 17 de abr de 2017

Marketing de conteúdo: a nova moeda da internet

Quem ainda acha que a internet é lugar só de propaganda está ficando para trás. Hoje em dia, ganha a simpatia e a atenção do cliente quem fala menos...

Quem ainda acha que a [object Object] é lugar só de propaganda está ficando para trás. Hoje em dia, ganha a simpatia e a atenção do cliente quem fala menos de si e mais do que pode ser útil ao consumidor. A essa estratégia damos o nome de marketing de conteúdo, que vem dominando o jeito de se relacionar entre clientes e marcas.

Na prática, o marketing de conteúdo tem o objetivo de fazer com que a empresa se torne referência na sua área de atuação, oferecendo informações valiosas que possam contribuir para gerar novos clientes e fidelizar os antigos. A partir da produção de conteúdo relevante, pautado nas necessidades e expectativas do consumidor, a empresa ganha autoridade e passa a influenciar na sua decisão de compra.

Uma das grandes diferenças para o marketing convencional é que o marketing de conteúdo trata menos de quem é a empresa e mais sobre o que os seus clientes precisam. As informações institucionais acabam sendo pulverizadas nessa gama de conteúdo relevante, que passa a assumir o papel de disseminar a marca de maneira indireta, mas consistente.

Para quem produzir marketing de conteúdo?

Antes de definir uma estratégia, é preciso ter clareza de quem é o público que a empresa pretende atingir. A partir de pesquisas de mercado e entrevistas com os clientes já existentes, é possível definir a [object Object] , ou seja, um perfil de cliente ideal para quem será direcionada toda a produção de conteúdo. Conhecendo a sua buyer persona, a empresa já pode estabelecer o [object Object] e a linguagem que serão utilizados no conteúdo a ser oferecido.

O que é relevante para o público?

Com base na buyer persona, é possível saber quais são as dores e necessidades dos clientes. Do que eles precisam? Qual a sua visão de mundo? Em que os seus produtos ou serviços contribuem para tornar a vida deles melhor? Um cerimonial, por exemplo, deve falar menos sobre os produtos que oferece e mais sobre o sonho que envolve a comemoração de momentos importantes. Ao criar o conteúdo, considere a relevância do assunto para o seu público-alvo e se pergunte o quanto essas informações respondem as dúvidas e atendem as necessidades do seu cliente.

Onde distribuir o conteúdo?

A internet oferece várias possibilidades para as empresas: [object Object] ;[object Object] ; [object Object] de texto, imagem e vídeo; [object Object] . Cada ferramenta tem um perfil e todas agem de maneira complementar umas às outras. Mais uma vez, é importante conhecer os hábitos da buyer persona antes de definir quais serão os canais de distribuição do conteúdo da empresa. Nem sempre é preciso estar em todas elas ao mesmo tempo. Mas, uma vez estando, é preciso produzir o conteúdo de maneira especial para cada uma delas.

O que a marca quer alcançar?

O marketing de conteúdo é uma estratégia de comunicação e deve ser usado de maneira consciente. Seu objetivo é aumentar o engajamento com a marca? Gerar conversão para o site? Vender produtos específicos? Cada uma dessas metas pede uma ação diferente do público. Lembre-se de deixar isso claro para ele, sugerindo esta ação ao final do conteúdo. Mantenha o [object Object] e cuide da imagem que a empresa pretende passar.

Um bom conteúdo é sinônimo de uma marca forte. Esteja próximo do seu público e fale a língua dele. Essa é a melhor maneira de fazer com que ele se lembre de você quando precisar.

Outros artigos do blog

Leia este artigo
Publicado em: 24 de out de 2016

Descubra a frequência ideal para postar no blog da sua empresa

Como quase tudo na vida, quantidade não é sinônimo de qualidade. No marketing de conteúdo não é diferente. Ter um site ativo e dinâmico não significa...

Leia este artigo
Publicado em: 10 de ago de 2020

Tráfego orgânico: preciso investir no meu pequeno negócio?

Tire suas dúvidas e entenda esta estratégia de marketing de uma vez por todas.

Leia este artigo
Publicado em: 12 de mar de 2017

Boas práticas no Facebook: veja como explorar melhor o potencial da rede

Já falamos aqui que o Facebook é a principal rede social do mundo. Com mais de 1,5 bilhão de usuários ativos, dos quais dois milhões são pequenas e...